.
 
O Clube
A Canoa Outrigger ou Canoa Hawaiana são frutos de um processo coevolutivo causado pela necessidade de se cobrir grandes distâncias no Oceano Pacífico, berço da civilização Polinésia. A colonização da Polinésia, considerada por muitos como uma das maiores aventuras da humanidade, se iniciou com a utilização desta embarcação, há aproximadamente 10.000 anos atrás.
Eram canoas enormes e muito rústicas, sempre unidas entre enormes troncos de madeira (iakos) e amarrações feitas com fibras e técnicas daquela época. Uma das teorias era o uso da fibra do côco, já predominante das ilhas. Eram movidas a remo, mas a vela também foi utilizada posteriormente.
 

historia

Conheça as Técnicas de Remada

Munidas de muita água, frutas, cocos e outros tipos de alimentos, eles se aventuravam em viagens guiadas pelas aves e na direção das corentezas marítimas e para onde o vento soprava. Foi provavelmente com este tipo de embarcação que a humanidade começou a migrar pelo planeta, descobrindo novos horizonte e fincar novas civilizações. Foi assim há aproximadamente 3.000 mil anos atrás que o Hawai foi descoberto.
Como os Polinésios não utilizavam a escrita para se comunicarem, o extenso conhecimento de navegação astronômica era passado de geração em geração. As crianças mais aptas eram escolhidas para receber os ensinamentos junto a natureza, sobre os ventos e correntes, o vôo das aves, das passagens nos recifes e se dedicavam ao mar para sempre. Os construtores de canoas escolhiam seus discípulos, e desde crianças escolhiam a árvore koa na floresta e por toda uma vida a cultivavam e reverenciavam-na, até o momento em que os deuses da natureza e da sabedoria lhe davam o sinal, e mais uma canoa era construída, o que a tornou um ícone sagrado e respeitado, pois com a canoa migravam e pescavam.
As canoas eram parte essencial na vida destas civilizações que habitaram toda a extenção do triângulo da Polinésia como Malásia, Papua Nova Guiné, Indonésia, Filipinas, Austrália e Sudeste Asiático, mas também existem relatos de Madagascar, onde uma canoa muito similar era utilizada pelos nativos para a pesca e expedição, são regiões onde muito mais tarde surgiram as canoas e civilizações, tornando-as um instrumento sócio-cultural inigualável da cultura do Pacífico. Em respeito à história dessa embarcação, vários rituais e tradições são mantidos até hoje, como o nome de embarcações, comandos a bordo e a maior parte do glossário mantém os nomes de origem Polinésia ou Hawaiana. O construtor de canoas (Kalaiwa´a) era considerado sagrado na tribo era ele que escolhia a árvore (koa) para fabricar mais uma canoa. Nada era mais importante para aquelas tribos do que a canoa, era com ela que iam pescar para sobrebiver e com ela se locomoviam.
SOBRE A MADEIRA KOA
historiaKoa (Acácia koa) madeira muito resistente ao tempo e de rara beleza, baixo peso e enorme flexibilidade, seus troncos passavam dos 20 metros de comprimento até as primeiras galhas, rara no Hawai nos dias de hoje e sob alto poder de preservação.
Foram as expedições de James Cook ao Hawai no ano de 1769, que chamaram a atenção pela primeira vez para aquelas embarcações. Foi com estas canoas conduzidas pelos hawaianos que os ingleses conseguiam desembarcar nas praias do Hawai, já que a habilidade de sair surfando nas ondas já era dominado pelos nativos, que com esta prática organizavam disputas entre os mais valentes e fortes para defenir os melhores remadores.
O hawaiano era uma língua de tradição oral. Foi posta pela primeira vez na forma escrita pelos missionários que chegaram no final do século 18. Ensinar ou mesmo falar hawaiano foi proibido no começo do século 20 e, quando se esboçou o renascimento da cultura local, em 1978, o idioma tinha quase desaparecido. Os antigos povos Polinésios também usavam embarcações de casco duplo impulsionadas por velas e faziam com freqüência o percurso Hawaii-Tahiti-Hawaii, além de trajetos entre a enorme quantidade de ilhas existentes no tríangulo Polinésio. Esse mesmo tipo de embarcação já circunavegou todo o triângulo polinésio desde Autearoa (Nova Zelândia) no sul, Rapa Nui (Ilha da Páscoa) no leste e Hawai no norte. Este triângulo engloba em torno de dez milhões de milhas quadradas, mas com uma unidade de terra para cada vinte de água. Por milhares de anos, intrépidos viajantes do oceano em canoas orgânicas se espalharam através do universo aquático, instalando-se em cada pedaço de terra habitável dentro desse espaço. Foi uma aventura grandiosa porque algumas dessas ilhas têm mais de duas mil milhas de mar aberto entre elas.

História

Conheça as Técnicas de Remada

O Hawai foi o último a ser descoberto, talvez antes do tempo de Cristo, por navegadores das Marquesas e, independentemente, centenas de anos depois pelos Tahitianos. A Hokulea ainda veleja e é aberta a visitação em Honolulu.
O Início do Esporte
históriaComo citamos, os nativos já praticavam a canoagem com esporte/hobby, e por volta de 1800 os missionários europeus começaram a se interessar pelas canoas, pois na Europa a canoagem já era praticada como um esporte de elite, mas foi em 1908 que realmente as competições de Canoa Outrigger Waà se iniciaram. Naquele ano um pequeno grupo de “haoles” (estrangeiros na língua hawaiana) europeus fundaram o “Outrigger Canoe Club”, no mesmo ano um grupo de surfistas e nadadores hawaianos fundaram o primeiro clube de surf, o “Hui Nalu”, e em 1910 iniciaram suas atividades em competições, estes foram os primeiros passos para a alavancada do esporte.
A embarcação que usamos no esporte Canoagem Outrigger é composta por um casco principal “Va´a” e um flutuador lateral “Ama”. A ama é presa ao casco por duas traves de madeira chamadas “Iakos”. Essa configuração permite que a canoa seja estável até mesmo em mares revoltos, permitindo assim que o praticante possa enfrentar qualquer condição navegável de mar.
As originais eram feitas de Koa (árvore típica das ilhas do Pacífico) mas as de fiberglass são as mais utilizadas em todo mundo hoje, pela facilidade de construção e custo mais baixo, já que em madeira, além de ser caro, é muito raro encontrar um fabricante desta embarcação. Foi em 1964 que a primeira canoa foi fabricada na Califórnia, os hawaianos emprestaram uma canoa de madeira para uma demonstração, era a “Malia” uma das mais antigas canoas de koa ainda existentes, tinha mais de 400 anos, uma reforma em 1933 a deixou mais competitiva e hidrodinâmica. Um fabricante de pranchas de surf chamado Tom Jonhson pediu autorização ao Balboa Outrigger Clube para fazer o molde da “Malia”. Este seria o primeiro passo para as canoas de fiber glass, mas por muitos anos corriam em classes separadas da canoa de koa, seriam as competições de “Malia class outrigger“ era o inicio da construção mundial desta canoa em fiber glass, a canoa “Malia“ existe até os dias de hoje e pertence ao "Waikiki Surf Outrigger Club”. Outra canoa que também serviu de molde foi a canao de madeira “Kialoa” estas duas por sua vez são a mais famosas canoas de Koa do mundo.
remos
 
home - o clube - canoas e remos - remos de stand-up - yakos - história
cursos - campeonatos - outrigger camp - links - galeria - vídeos - contato
©2007 - Remo Eckert || Desenvolvimento: EstilloWeb