.
 
O Clube
remos

UMA PARTE DA HSITÓRIA DO SUP NO BRASIL

Remo Thilo rema desde pequeno em kayak, canoa, bote, etc....sempre inventou maneiras diferentes de remar e, em 1984, quando morou um tempo em Richards Bay, South Africa, observou que os guarda vidas inspecionavam as redes anti -shark com as antigas e pesadas pranchas de Wind Surf, utilizando a remada de mão.
Remo deu suas primeiras remadas em rios com canoas candenses por lá, no Empangeni River, rio repleto de Tubarões e Crocodilos. Um dia com um remo de madeira pegou emprestada a prancha de Wind dos guarda vidas e foi remar no rio em pé, o que chamou a antenção dos guarda vidas e foi proibido de praticar, pelo fato de ficar caindo (o que seria um risco).
Em 1991, já morador da Juréia (em Peruibe) há 6 anos, após voltar de uma surf trip da Costa Rica e Equador, sentiu dificuldades de continuar surfando nas pranchas pequenas, então pela primeira vez pegou o long board de seu amigo e morador tambem de Peruibe, TocaTattoo, e começou seu free Surf no pranchão. Como sempre havia os dias de mar menor e mais fraco, pegou um remo caiçara, enfiou no meio do peito e varou a arrebentação, e desde então provavelmente foi o primeiro surfista de pranchão de remo do Brasil.
Seus amigos achavam aquilo estranho e engraçado, e seu nome REMO, foi logo confundido como apelido. Durante anos Remo utilizava aquele remo rústico caiçara e pesado para praticar o Long Paddle Board, até que em 1995 iniciou sua empresa de Eco Canoagem, a Eco Adventure, o que se transformaria numa atividade pioneira no Brasil.
Desde então já foi destaque em todas as emissoras de TV e mais de 100 pubicações de revistas de grande porte. Foi então que começou a perceber a nescessidades de ter que aprender a fazer barcos e remos em Fibra. Como Marceneiro e Carpinteiro residencial já a alguns anos, um dia pensou "Tenho que aprender a fazer estes remos, canoas e pranchas de madeira".
Em 1997 fez seus primeiros remos, não eram lá grande coisa, pesquisou e em 2000 com a sua participação na introdução da Canoa Havaiana no Brasil, junto com um santista e o pai da canoa havaiana no Brasil, o carioca Ron Williams, se tornou o primeiro fabricante de remos de madeira Hi Tech do Brasil, eram os remos de outrigger, com 1.30 metros de altura, logo fez seu remo de 2.0 metros e em 2002 Remo era visto com frequência no mar de long boar e um remo na mão.
Hoje fabrica remos de madeira para Kayak, canoa canadesne, haviana e sup, seu diferencial é na autenticidade, nunca copia e sim é auto didata, fazendo suas próprias criações.
Os modelos são os mais variados, mas o que ele gosta é que o cara venha a sua oficina e dizer como ele quer o remo, ainda assim prefere fazer o remo ensinado. Pelo menos 3 fabricantes de remo no Brasil aprenderam com ele. Na ESALQ, a USP de Piracicaba em 2005, foi convidado a dar um curso dentro do departamento de ciências florestais, onde formou 30 alunos.
Remo, 41 anos, alemão, casado com Ana Paula, pai de Atrhur e Luana, reside no Brasil há 35 anos e vive a 25 anos no Guaraú-Juréia, onde administra sua pousada, empresa de eco-canoagem, clube de canoa Havaiana, equipe de competição e toca sua marcenaria residencial e naval. Seus hobbies preferidos: surfar, remar e fazer remos.

remos

QUER SABER UM POUCO SOBRE OS REMOS SUP OU OUTRIGGER?

Para vocês saberem um pouco mais, este é meu relato pessoal. Os remos de maderia podem ser mais leves ou pesados, assim como os remos de carbono e pranchas quebram com facilidade, os de madeira tambem podem quebrar, tudo depende do uso. Todo surfista já teve a má sorte de quebrar um prancha, assim como eu ja quebrei umas 6, nunca atribuí ao shaper ou glasser, é tudo questão de má sorte.
O remo geralmente quebra, quando o praticante cai na manobra, o remo apóia em uma parte na prancha, a outra na água e o praticante cai no cabo. Aliás é no cabo que quebra, a pá nunca, é um cabo longo, os remos de outrigger que eu fabrico são inquebraveis na sua utilização, mas os de SUP podem quebrar, falo isso pois com 200 remos fabricados tive um único remo de um cliente quebrado, consertei e quebrou de novo, é claro que o feedback foi negativo, mas quem entende sabe do que estou falando.
Então decidi que todo remo que faço hoje de SUP vai ter 1.100 gramas para mais, o que quebrou tinha 900 gramas, é claro e mais leve, consequentemente mais fraco. Mas esta história de remo leve, na minha opinião, é para remadores sem garra, me desulpem fraquinhos na remada. Meu remo pessoal, mais novo, tem 980 gramas, na minha uútima travessia em novembro de 2008 e Floripa MAKANO HOE 10 KM, remei que nem um cão para quebrar o remo se fosse para acontecer, me rendeu a medalha da prata. Na canoa Havaiana, onde faço leme na OC 6, meus amigos usam remos em média de 500 gramas, Kialoa, havaianos de carbono, os meus de madeira entre 900g e 1.300g, nunca fiz um resultado negativo por causa do remo.

LARGURA E ALTURA DA PÁ???

Outro fator pessoal, assim como na canoa havaiana, tem a canoa de 1, 2, 4 ou 6 remadores, acho que depende de cada um, olha só uma prova de canoa de 500 metros, é um pau para quebrar, para que um remo leve se você termina em 2 minutos, agora a Volta da Ilha de Santo Amaro (75 km), ano passado Peruibe ficou em 4º lugar ( 6h 16 min) batendo o recorde do primeiro de 2007. Bem, usei dois remos de leme 900 g e 1,250 kg, não acreito que se tivesse usado um de 600 g teríamos chegado em 1º lugar.
No SUP é a mesma coisa, surf de onda grande ou pequena? Na travesia longa ou curta, o que você pratica, o que você aguenta??? Tem um cara no RIO DE JANEIRO que usa meus remos, para travessia 11 polegadas, o cara é grande, uns 100 kg, um remo de 8 polegadas é brinquedo para ele. Segundo minhas pesquisas e conversas com praticantes, Brasileiros, Estrangeiros, profisionais, free Supers, magros gordos, altos e pequenos, o remo é pessoal.
Mas olha só: um remo de 8 e meia polegadas de largura e longo com 18 polegadas é elegante, para ondas, já um de 10 polegadas e 17 polegadas de altura e gorducho, vai puxar pra carramba, é para caras de garra, fortes, faça a compração de uma pranchinha 6 pés, para um Long 9 pés e um Sup 12 pés, e ai???, tem diferença, não é o remo é a mesma coisa.
Mas tem uma colocação final, segundo alguns legítimos remadores de canoa e Supers Havaianos que conheci, um deles me disse a mais de 5 anos atrás: Os nossos remos no Havaí, tem que ter alma, feeling, autenticidade, cultura, sem isso o esporte não tem sentido para nós, e isso você só consegue num remo de madeira, de preferência feito por você, ou o seu shaper pessoal, este se transformará no seu amigo e parceiro ele vai entender sua mente, sua vontade, os deuses vão ajudar e vai trasformar em realidade o seu desejo.
Agora fala sério, depois disso reminho leve de plástico? Carbono? Artificial? Feito numa forma onde não tem trabalho e o lucro é de 500% e quebra mais que os de madeira, só um desentendido para investir nisso, eu mesmo se fosse para ter apenas lucro, ja estaria fazendo de carbono faz tempo, é a maior brincadeira, fazer um molde e meter resina, tecido preto, e recortar as rebarbas e pronto. Remo Havaiano KIALOA que nada, sou mais meus remos By Remo, ou Makano, Paralelo 28, Matero, Paddle Brasil, os pais dos remos de madeira do Brasil, onde com orgulho me destaco como Pioneiro.

Faça e pratique com amor, respeito e civilidade. Mahalo

abraço, REMO
www.canoooutrigger.com.br
www.jureiaecoadventure.com.br

REMOS PARA PRANCHA DE STAND-UP

By Remo, fabricante de remos para canoas Hawaianas e stand-up board, utiliza madeira de alta nobreza, selecionadas e secas como:

  • Caixeta,
  • Cedro Rosa
  • Cedro Amendoim

Estas madeiras são as mais leves atualmente encontradas no mercado.

Remos

São 3 tipode de cabos:

  • 100% reto
  • com 15 a 20 graus de inclinação na pá
  • cabo triplo curvo.

Os Cabos são confecionados com 5 lâminas de 06 mm x 35 mm e comprimento entre 1.90 m e 2.10 m. Laminadas com cola especial e a prova de água. As pás tem as mais váriadas formas, já foram lançados mais de 15 modelos, com largura que varia de 7 a 10 polegadas.

Remos Stand-up

By Remo utiliza canopola T-grip na confecção dos remos, para outros modelos solicitar.

Stand-up
 
Stand-up
 
Stand-up
 
Stand-up
 
remos
 
home - o clube - canoas e remos - remos de stand-up - yakos - história
cursos - campeonatos - outrigger camp - links - galeria - vídeos - contato
©2007 - Remo Eckert || Desenvolvimento: EstilloWeb